Segurança de Prédio Sem Taxa de Condomínio? É Possível !

Você sabia que existem edifícios sem taxa de condomínio? Isso mesmo! Não é preciso pagar caro para morar bem e com segurança.

Em prédios sem taxa de condomínio o edifício é isento e a administração é feita pelos moradores e as despesas da das áreas comuns são rateadas entre eles, reduzindo consideravelmente o custo coletivo e individual. Isso acontece nos casos de prédios menores, como prédios de dois andares com oito apartamentos. Nesse caso, o prédio é liberado da convenção de condomínio, o que reduz também burocracias, ficando a cargo dos moradores elaborarem um regulamento interno para a boa convivência.

Quais as vantagens?

Além de economia e menos burocracia? O prédio, que na verdade é seu lar, e não um clube, deixa de ser tão cheio de “frescuras”, mas mantém a mesma segurança e privacidade de um edifício “mais caro”.

O apartamento nesses prédios também costuma não ser muito grande, o que é valorizado e mais fácil de comercializar, costuma ser mais acessível ainda para quem está em busca de um primeiro imóvel. Residências com áreas menores, seja por necessidade ou opção, é tendência em todo o mundo e também uma realidade. Com o espaço reduzido, diminui também o valor das contas de luz, imposto e do tempo dedicado à limpeza da casa.

O apartamento em um prédio com poucos e áreas reduzidas é também mais fácil de alugar, por ser mais barato e prático. Esses prédios estão sendo construídos em áreas próximas a bancos e supermercados, a uma distância que dê para ir a pé, tornando-se atraentes para quem tem uma vida agitada.

Outras das principais vantagens de morar em apartamento é a maior segurança em relação a uma casa. O espaço restrito de um edifício não permite que carros estranhos circulem pelo edifico, entrando assim no prédio apenas os donos que já possuem carros que são “conhecidos” e boa parte dos condomínios conta com câmeras e portões de segurança e sistemas de alarme. Enquanto que a maioria dos latrocínios – roubos seguidos de morte – acontece em casas térreas, no momento em que as pessoas entram e saem de suas casas.

Apartamento x Condomínio fechado

Os condomínios fechados e os edifícios com grandes áreas comuns podem parecer atraentes pelas áreas de lazer como piscina, churrasqueira, parquinho, campo de futebol, salão de festas e algumas outras das opções de lazer que muitos oferecem aos moradores. No entanto é preciso ponderar os prós e contras dessas modalidades para ver qual combina com mais com sua personalidade e interesses. E saber avaliar o quanto esses “benefícios” vão trazer de contribuição ou de aborrecimento. Listamos alguns contra do condomínio fechados:

  1. Menor privacidade: Para começar você precisa pensar em sua personalidade, você é uma pessoa reservada? Gosta de privacidade? Pois esses condomínios do tipo clube, seja prédio ou residencial, são compostas por muitas casas e moradores, e a chance de você chegar em sua casa sem encontrar um vizinho são quase nulas.

Essas pessoas também estarão usando as áreas comuns, muitas vezes com a família toda. Muitos confundem realmente o condomínio com clube e acabam levando “convidados” para frequentarem as piscinas e demais áreas e um lugar que era para ser particular, acaba parecendo público. Ou seja, no condomínio fechado, você tem muito contato com pessoas o tempo todo.

  1. Regras: Para contrabalancear esses acontecimentos, geralmente o condomínio estabelece muitas regras, o que também pode não ser tão agradável… Hora para tudo, pega a chave, assina, devolve, abre, fecha, não tem data…
  2. Má administração: E ainda se corre o risco da má administração. Se não for bem gerido, o que seria benefício acaba de tornando despesa. Áreas de lazer não conservadas, ou muitas reformas, geram custos e onde há condomínio não tem como escapar, se a maioria decidir, mesmo você não concordando, você também tem que arcar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − dezessete =